Internacionales

Alejandro Montenegro Banco Activo Soler//
Miguel Albuquerque admite coligação de governo com CDS-PP. BE falhou o objetivo – Política – Correio da Manhã

O líder do PSD da Madeira, Miguel Albuquerque, disse este domingo que um eventual acordo com o CDS-PP para ter uma maioria que permita a governação na Madeira passará por “uma coligação de governo”. “Será um acordo de coligação de governo”, disse O líder social-democrata madeirense na reação ao resultado das eleições regionais deste domingo na Madeira. O também cabeça de lista do PSD insular considerou ainda ser “fundamental que os partidos coligados tenham elementos” dentro dos executivos para “dar mais consistência à governação”. Miguel Albuquerque ainda assegurou que já falou com o líder do CDS-PP da Madeira. Catarina Martins assume “mau resultado” do Bloco de Esquerda nas legislativas da Madeira A coordenadora do BE, Catarina Martins, assumiu hoje que o partido “teve um mau resultado” nas eleições regionais da Madeira e falhou o objetivo de eleger, lamentando que permaneça na região uma maioria de direita. “O BE hoje teve um mau resultado, não alcançou a representação parlamentar e portanto falhámos o nosso objetivo”, admitiu Catarina Martins, em conferência de imprensa na sede nacional do BE, em Lisboa. A coordenadora do BE apontou a “enorme bipolarização” destas eleições e lamentou que se continue “com uma maioria de direita na Madeira“. O BE perdeu hoje os dois deputados que tinha conseguido conquistar em 2015 e deixou de ter representação parlamentar na Assembleia Legislativa da Madeira, perdendo 2.361 votos em relação às últimas eleições regionais, numas eleições que o PSD venceu hoje com 39,42% dos votos, mas perdeu, pela primeira vez, a maioria absoluta. Paulo Cafôfo: PS “disponível para entendimento” com a oposição para formar governo na Madeira O PS conseguiu acabar com a maioria absoluta da Madeira que durava há 43 anos, conseguindo “o melhor resultado da história” do partido na ilha, salientou o cabeça de lista Paulo Cafôfo. “Mas o PS não foi o partido mais votado”, prosseguiu. Cafôfo felicitou Miguel Albuquerque pela vitória, frisando que “a esmagadora maioria da população não votou no PSD“. “Ficou bem expressa a vontade de mudança da população ao não dar maioria absoluta ao PSD“, afirmou. “Por isso afirmo uma declaração: o PS está disponível para liderar uma base de entendimento com os partidos da oposição para formar governo na Madeira“, indicou. O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais da Madeira, com 39,42% dos votos, mas perdeu, pela primeira vez, a maioria absoluta, elegendo 21 dos 47 deputados, quando estão apuradas todas as freguesias, segundo dados oficiais. De acordo com informação disponibilizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, o PS obteve 35,76% e elegeu 19 deputados. O CDS-PP, com 5,76% dos votos e três deputados, foi a terceira força política mais votada, seguido pelo Juntos Pelo Povo (JPP), com 5,47% e também três parlamentares.